SLIDER

JOANA CARDOSO


PORTO,PT
27 anos, plus-size blogger e fotógrafa

Travel Guides

#18



Hoje o Advento trás um assunto um pouco mais sério, sem imagens, sem nada, apenas um texto, apenas para vos falar sobre algo que muitos já sabemos mas muitos de nós ainda não pôs em prática. Vamos então lá passar das palavras aos actos, que me dizem?

Dar no Natal

Dizem que nesta altura ficamos mais receptivos a dar, a sermos bondosos, caridosos, o que lhe quiserem chamar. Se o devíamos ser o ano todo? Sim, devíamos, os que não são, os que só se lembram de vez em quando. Nem sempre a nossa vida está bem, e não sabemos se amanhã vamos estar na pele de quem precisa, de quem se vê num "sufoco". Alguns de nós já lá estiveram, nessa situação e acreditem que passamos a ver tudo de modo diferente, mas não serve este post para julgar apenas para pedir que, mesmo que seja apenas nesta época, abram o vosso coração a dar um pouco de vocês.

Contribuam com bens, coisas que têm por casa, alimentos ou apenas com algum tempo. Nem sempre as pessoas, instituições e tudo mais precisam de dinheiro e bens, precisam também de voluntários.

Têm o Pai Natal Solidário dos CTT, têm o Banco Alimentar que aceita donativos e ajuda todo o ano, não sou nas colheitas de Maio e Novembro/Dezembro. Depois têm, o que provavelmente me toca mais no coração, as associações de animais, sobre-lotadas, endividadas mas que acima de tudo pedem é alimento para a boca dos patudos que têm e voluntários, padrinhos e amigos que passem nem que seja umas horas por semana com eles. Os animais não merecem menos, para mim muitas vezes merecem até mais, não falam, por isso falamos nós por eles. Eles não pedem, não se queixam, se não tiverem de comer não dizem nada, se têm frio não se queixam, enchem-nos de amor mesmo doentes, tristes ou famintos, são vítimas de abusos, maus tratos, crueldade perpetuada por humanos. Nem menciono associações porque são tantas, e cada vez com mais animais porque não conseguem virar a cara aos que precisam.

Dêem um pouco de vós, como puderem, como conseguirem. Dêem ao que acharem melhor, ninguém vos irá julgar porque ao menos fizeram mais do que muitos outros.

1 comment

  1. Tens tanta razão, Joana - mas, se bem que devíamos dar o ano todo, é óbvio que nesta altura estamos mais receptivos. Também já falei disto lá pelo blog...enfim, usemos a nossa voz! :)

    Jiji

    ReplyDelete

© The Paper and Ink • Theme by Maira G.