SLIDER

JOANA CARDOSO


PORTO,PT
26 anos, plus-size blogger e fotógrafa

N E W S L E T T E R

Divagações dos 26


É verdade, passou-se uma semana desde a última publicação e uma semana desde que fiz 26 anos. O trabalho começa a ganhar ritmo este mês, tirei tempo para mim, para os meus amigos e para muitas outras coisas e por isso estive uma semana ausente. Porém, aqui estou eu uma semana depois e ainda a pensar sobre a mudança de idade e tudo o que ela me trouxe. Eu sei bem que não aprendi ou descobri nada de um dia para o outro, afinal a gente envelhece no espaço de um ano, não apenas de um dias, mas mesmo assim o celebrar de um novo número e nova idade acarreta ideias e divagações sobre o passar do tempo que vão sendo cada vez mais sentida à medida que os anos avançam.







O meu dia de aniversário foi calmo, tranquilo e passado em família, tal e qual como queria, tal e qual como precisava. Fiz o meu próprio bolo, fiz as entradas, pus a mesa para jantar, isto porque eu sou uma pirosa que adora as coisas todas arranjadinhas então disse que ficava tudo por minha conta. Um jantar com as pessoas mais próxima, os meus pais e irmão, e foi perfeito. Bolo, um bom jantar, tudo o que precisava e nada mais.


Há anos em que quero fazer tudo e nada acontece, depois há anos em que a simplicidade reina e quando me sinto mais feliz e realizada.

Como o meu aniversário calhou a meio da semana, apostei numa festa com amigos no Sábado. A ideia era fazer um picnic mas o S.Pedro estragou-me os planos e lá acabamos por ir passar a tarde nas Galerias Lumière e não podia ter sido melhor. Deixei a máquina em casa, o telemóvel pousado e desfrutei do tempo com aquele pequeno grupo de amigos que me deixa tão feliz e me faz sentir tão abençoada.

Eu bem disse que não queria prendas, não pedi nada a ninguém e a minha wishlist só apareceu porque foi "coagida" a tal, mas eles conhecem-me tão bem e cada presente foi um sorriso certo e um abraço apertado. As coisas mais simples mas tão bem pensadas mostram que me conhecem e isso deixa-me feliz.






Bem, os meus anos foram assim, bem passados, bem vividos, junto de gente que adoro e que me conhece, que me faz feliz. O meu aniversário deu-me imenso que pensar, especialmente depois de ter acontecido e ai entraram as divagações que acontecem sempre perto dos nosso aniversários.

Já estamos mais perto dos 30 e agora isso é óbvio. Porque ali aos 25 estamos a meio dos 20s e podemos dizer que ainda à pouco entramos na idade adulta, mas os 26, apesar de serem um número tão banal, parece que tornam a idade adulta em algo muito real. Os 30 não me assustam, mesmo que cada vez mais próximo, nem os cabelos brancos que já aparecem aqui e acolá, nem as linhas que se vão formando no rosto e as alterações no corpo graças à gravidade. Dizem que devemos viver os 20 em pleno e sinto que cada vez tenho menos tempo para o fazer.

A vida ganha outro ritmo, outro sabor. Coisas que antes pareciam aborrecidas e parvas, agora até nos causam interesse ou até nem são assim tão chatas, como decoração de casa, cozinhar, passar mais tempo em casa do que nas noites...apesar que pessoalmente sempre fui um bocado mais adulta do que muitos amigos meus.

Falando de amigos...o termo melhor amigo ganha outro tom. Os melhores amigos são bons amigos, são pessoas que vivem intensamente momentos connosco ao invés de serem as pessoas que estão ali à mais tempo. Alguns dos que me eram mais próximos agora já não o são, isso não tem mal, a idade e as circunstâncias da vida tem dessas coisas, mas prezo os amigos que tenho, os bons amigos que tenho, as pessoas com quem posso contar nos bons e maus momentos mesmo que seja atráves apenas de uma chamada, porque essas pessoas estão a 300km e nem assim a distância diminui o que sentimos. Conhecidos? Tenho muito, talvez até demais, mas amigos, quer os tenha à 20 anos ou à 2 meses (e no meu grupo tenho disso), são amigos bons e com que sei que posso contar. Depois são grupos diferentes, grupos de amigos, uns vêem de tempos de escola e faculdade, outros conheci por circunstâncias da vida...mas mesmo todos juntos fazem-me feliz, e provaram bem isso.

Talvez veja muita coisa que mudou num ano e com a chegada dos 26, mas também sei que sempre pensei muito a longo prazo, que nunca me assustei com o passar da idade e que sempre fui firme em certas coisas que queria e ainda quero. Muita coisa ficou pelo caminho, grandes planos de vida, e se antes me recriminava, hoje em dia olho e sorriu porque isso trouxe-me algo melhor ou ensinou-me algo valioso. Ainda há muito que quero fazer, muito que quero conquistar e sei que mais do que nunca tenho a força e determinação para fazer essas coisas. E se antes pensava "se não conseguir então morro", hoje em dia penso "vou lutar, e se não conseguir é porque não tinha de ser", talvez venha algo ainda melhor...daquelas coisas que nem sabemos que precisamos e que afinal faziam falta.

4 comments

  1. O bolo ficou um amor.:p

    Another Lovely Blog!, http://letrad.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  2. Ponto 1: ADOREI as fotos, menina!

    Ponto 2: Esse bom...tu és uma artista!

    Ponto 3, e o mais importante: acho que crescer é assim mesmo...começamos a dar valor ao que realmente nos faz viver, no verdadeiro sentido da palavra. E fico tão feliz por ter estado contigo nesta viragem! <3

    Jiji

    ReplyDelete
  3. Em primeiro lugar queria-te desejar os parabéns pelo aniversário.
    Depois quero te dar os parabéns pelo talento, o bolo estava lindo!
    Beijinhos
    www.beatrizcouto.com

    ReplyDelete
  4. belo texto Joana e Parabéns Moça :D

    ReplyDelete

© The Paper and Ink • Theme by Maira G.