SLIDER

JOANA CARDOSO


PORTO,PT
27 anos, plus-size blogger e fotógrafa

N E W S L E T T E R

Mundos paralelos


Não sou o tipo de pessoa que festeje tudo o que é datas comemorativas, mas quando há datas de coisas que eu gosto realmente muito...bem, de um modo ou de outro tenho de fazer justiça à celebração da data. Hoje, para quem não sabe, comemora-se o Dia Mundial do Livro e como amante de livros e leitora compulsiva decidi que uma vez mais tinha de vir falar sobre o assunto.

Numa breve história para quem não sabe, esta data começou a ser celebrada em 1926 aqui bem perto, na nossa vizinha Espanha. Porém o dia da comemoração era a 5 de Abril ao invés do actual 23 de Abril e foi uma data sugerida em modo de comemoração do nascimento de Miguel Cervantes, um dos mais famosos escritores espanhóis e mundiais que escreveu o clássico da literatura "Dom Quixote". 

Quatro anos mais tarde decretou-se antes o dia 23 de Abril, data de falecimento de Cervantes, como data comemorativa. 

Foi apenas muitos anos depois, em 1995 que a UNESCO decidiu oficializar este dia e assim o institucionalizar como Dia Mundial do Livro, sabendo que este 23 de Abril marcava também o falecimento de William Shakespeare (apesar de haver incertezas quanto à data uma vez que Shakespeare faleceu em 1616 e na altura se usava em Inglaterra um calendário diferente ao actual).

O Dia do Livro comemora ainda o Dia Mundial dos Direitos de Autor.


Neste ano de 2017 conto já com 14 livros lidos, nada de estonteante comparado com outras pessoas que parecem conseguir devorar livros bem mais rapidamente que eu - sortudos. Mesmo assim como durante alguns anos não conseguia ler mais do que alguns 5 a 6 livros por ano, o que me deixava irremediavelmente triste, sinto que estou no bom caminho para voltar aos tempos áureos em que lia cerca de 40 a 50 livros num ano, facilmente e para meu grande prazer.

Este ano noto também que como leitora tenho dado muito mais espaço aos livros de não-ficção, algo que para mim seria impensável há algo como dois anos atrás. Posso dizer que efectivamente dos 14 livros que li até agora 5 desses foram não ficção. Houve ainda espaço para um ou outro clássico, um guião,  algum chick-lit, um livro juvenil ou jovem adulto (não o considero realmente um livro para crianças) e outros.

Este ano, através do desafio do Goodreads, propôs-me a ler 25 livros mas espero realmente passar esse número e ir mais além. Até agora - e por ordem de leitura - estes foram os livros de 2017, quase todos lidos em inglês. Assim sendo deixo a tradução de cada um quanto necessário e quando a mesma existir.


A Casa da Senhora Peregrina para Crianças Peculiares em Português



Uma Sombra Sobre Florença

Perdição em Roma (Saga Noites de Florença)

Eat, Pray, Love de Elizabeth Gilbert
Comer, Orar, Amar

Monstros Fantásticos e Onde Encontrá-los: O Argumento Original do Filme

O Livro do Hygge : O Segredo Dinamarquês para ser Feliz

Sherlock Holmes : Um Estudo em Vermelho

Why not me? de Mindy Kaling

The Princess Diarist de Carrie Fisher


Olhos Azuis, Cabelo Preto de Marguerite Duras

Me Before You de Jojo Moyes
Viver Depois de Ti

Thirteen Reasons Why de Jay Asher
Por Treze Razões

Bem, agora escolham sobre o qual querem ouvir falar e eu trago-vos uma, duas ou várias reviews! Vamos lá começar a ler mais!

3 comments

  1. Adorei ler Me Before You, curiosamente o segundo volume já não mexeu tanto comigo...

    ReplyDelete
  2. Temos o gosto muito parecido no que toca a leituras :) Também estou a tentar ler mais este ano, mas ainda só vou nos dez livrinhos este ano :(

    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

    ReplyDelete
  3. Em primeiro adoro as fotos !
    É praticamente impossível para mim não gostar das tuas fotos tu sabes...
    Quanto a livros, confesso que tenho-me portado muito mal e não tenho lido quase nada a não ser notícias diárias.

    Adorava ler mas depois com as coisas a acumularem-se e acho que deixei de lado esse gosto que espero voltar um dia ainda este ano.

    Beijinhos

    ReplyDelete

© The Paper and Ink • Theme by Maira G.