SLIDER

Olá, eu sou a Joana - a cara por detrás do The Paper and Ink. Vinte e muitos anos, natural e residente da belíssima cidade do Porto, sou uma fotógrafa e blogger que em 2009 criou este espaço em busca de uma maneira de dar a conhecer ao mundo a minha voz, as minhas ideias e paixões. O TPI é um lifestyle blog, ou seja, é um pouco de tudo o que marca a minha vida, me apaixona e que acredito ser importante partilhar.


Itália #09


Este fim-de-semana vamos terminar com tudo sobre a viagem a Itália. Seis dias por lá renderam tanto para vos mostrar tal como eu já estava a contar que acontecesse, mesmo com super poderes de sintetização - coisa que não tenho - teria sido impossível trazer-vos tudo em uma ou duas publicações apenas. Hoje falamos sobre o último dia e a viagem ao Lago di Como.

Na verdade hoje vamos só falar de Varenna. Não visitei Como, a cidade que dá o nome ao lago mas sim duas das principais localizações: Varenna e Bellagio. A primeira linda, a segunda bem mais turística, cheia mas mesmo assim digna de imensas fotos e sonhos.

O Lago di Como é o terceiro maior de Itália, fique bem no Norte quase na zona fronteiriça com a Suíça e dos locais mais bonitos ao género "postal de férias" que a zona da Lombardia tem para oferecer.


Apesar do dia ter começado bem cinzento, especialmente passando bem ao lado dos Alpes, que já fazem parte desta área, acabamos por não apanhar chuva e conseguimos encontrar uma Varenna calma, com poucos turistas e perfeita para um passeio sempre à beira do lago.

Varenna é daqueles sítios de sonho, que parecem tirados de um conto de fadas. Ela um dos locais favoritos de muitos ingleses da época Vitoriana, ali por meados do século XIX, o que acabou com que muitos encontrassem em Varenna o seu repouso final e dando ao cemitério local o nome de Cemitério dos Ingleses. A verdade é que em pleno século XXI a calma deste local ainda se mostra provavelmente semelhante àquilo que era em outros tempos e cada esquina traz uma surpresa e vista deslumbrante.


Escadarias íngremes estreitas, que sobem por entre casas e casinhas coloridas. Sítios onde paramos e ficamos boquiabertos com a vista que a natureza criou com tamanha beleza. A natureza e o lado humanizado em perfeita sintonia num espaço que respira história, calma e paz.

Como não nos queríamos afastar demais e tínhamos planeado seguir de ferry até Varenna a partir do Imbarcadero da zona para chegarmos a Bellagio, provavelmente a zona mais famosa do Lago di Como. Não chegamos ao centro da cidade, se lhe podemos dar sequer este nome tendo menos de 1000 habitantes, mas vimos sítios lindíssimos como o antigo porto dos pescadores, o jardim botânico da Vila Monastero e a Igreja de San Giorgio - padroeiro de Varenna.


Almoçamos no Ristorante Cavallino, com uma vista privilegiara e desimpedida sobre o Lago, enquanto esperávamos a chegada do barco que nos levaria até Bellagio e no qual teríamos uma vista única e inesquecível da zona central do Lago di Como, vista essa que me fez dizer a mim mesma que vou lá voltar um dia, não sei quando, mas vou.

O preço de ferry é pago por pessoa e viatura, e não fica a menos de 40€ para 4 pessoas, com carro incluído mas vale a pena porque não só se poupa tempo na viagem como ainda se ganha uma vista maravilhosa que vale realmente cada cêntimo.



Amanhã a última parte desta viagem de sonho e tudo sobre Bellagio...e uma Joana super enjoada no regresso ao aeroporto, porque estradas com curvas sem fim dão mesmo cabo de mim.



Não se esqueçam que no Flickr temos os álbuns completos com as fotos desta viagem.

No comments

Post a Comment

© The Paper and Ink