Truth be told - Alopecia and Hirsutism


Truth be told é de certo modo uma nova rubrica sem nenhum tipo de periocidade aonde virei falar convosco sobre problemas da minha vida que discutidos de uma maneira sincera podem ajudar e elucidar muita gente mal informada ou que tenha os mesmos problemas.

Vou começar com um tema que desde há algum tempo tem vindo a ser parte da minha vida, melhor,dois temas, e que só recentemente tomei conhecimento correcto dos mesmos. Vou ser sincera e dizer que este post vêm essencialmente porque li uns posts muito desagradáveis em pelo menos dois blogs aonde havia meninas que diziam 'ai,ver raparigas com pêlos nos braços e pêlos aqui e acolá. Usem creme e deixem de parecer uns macacos'. Sim,é verdade, há realmente pessoas que só falam por falar e que caladas faziam melhor figura e como em parte já ouvi demasiadas vezes este tipo de comentário direccionados a mim e outras pessoas então aqui vamos nós para uma longa conversa.

Como sabem ando desde há cerca de 3 meses a ser seguida por um dermatologista, depois de anos a perder cabelo e até que cheguei à conclusão que tinha de pedir ajuda. Lá fui eu para a primeira consulta, com o fantástico doutor Fernando Ribas, da Dermaribas (a quem for do Porto e arredores aconselho vivamente apesar de cada consulta custar 80€), que gentilmente ouviu os meus problemas e me diagnosticou não só com o dito problema de alopecia, que me andava a fazer perder cabelo a olhos vistos, mas igualmente tratou de me falar sobre um problema que eu já nem queria dar atenção porque já o tinha há tantos anos, e assim fui diagnosticada com um leve caso de hirsutismo.
Basicamente a alopecia é uma doença que reduz total ou parcialmente ou pelos ou cabelos, certas vezes até os dois, mas no meu caso apenas no cabelo e que também no meu caso derivava e deriva de problemas hormonais, apesar de haver várias variantes de alopecia a minha é caracterizada por alopecia androgenética, que afecta maioritariamente os homens mas também as mulheres, e em parte alguma alopecia devido a problemas emocionais.
O hirsutimos por sua vez é o crescimento excessivo de pêlos terminais (os mais escuros e grossos) que no homem é completamente normal (barba e afins) e nas mulheres passa a ser uma doença que vem do foro hormonal, ou seja, o meu caso.

Assim sendo comecei há três meses com um tratamento hormonal. Por um lado tomo a pílula Diane 35, que muitas de vocês conhecem, é essencialmente usada para descontrolos hormonais e muitas vezes receitadas para tratamentos de acne, e por outro tomo um medicamento com espironolactona que basicamente é um diurético poupador de potássio mas que também exerce influência sobre os níveis de hormonas (é usado em casos de transsexuais do masculino para o feminino).


Algumas pessoas menos 'inteligentes' devem neste momento estar a rir-se porque parecem não perceber que isto são de facto doenças e que não fui eu que decidi ter estes problemas na minha vida. Nem imaginam as humilhações porque já passei. Uma vez,estupidamente,cheguei até a rapar os pêlos dos braços, rapava tudo o que piorou a situação. Os cremes descolorantes pouco ou nada funcionam porque é de facto uma doença,não é só excesso de pêlo porque queremos e bem nos apetece.
Quem me dera a mim ter braços sem pêlos,e não ter 'patilhas' e pêlos que me deixam muito constrangida, mas aprendi a tratar de mim, mesmo quando não consigo remover tudo ao menos tento.Nos braços já nem quero saber,são muitas as mulheres com o mesmo problemas.

Nestes últimos três meses com medicação tenho tido melhoras muito boas, os pêlos estão bem mais fracos  e já não crescem tão depressa. O meu cabelo está mais forte e nascem cabelinhos bebés novos quase todos os dias.
Foi realmente a decisão certa em pedir ajudar a um dermatologista, uma pessoa impecável e atenciosa que finalmente me deu solução para dois problemas que me afectavam muito em termos mentais e emocionais.

Portanto,para aquelas pessoas que só sabem dizer mal e que foram abençoadas com uma pele que não tem nem um pêlo como um rabinho de bebé (ou aquelas que se depilam todas,sofrem e gritam e ainda têm a lata de dizer que é tudo natural) aqui fica uma coisa que deviam saber, não somos nós que escolhemos aquilo que o nosso corpo produz ou não, nem sempre há tratamento e muitas vezes pessoas como vocês deixam-nos num estado emocional ainda mais fragilizado, depois é normal que não tenhamos coragem de pedir ajudar porque pensamos que todos se vão rir de todos.

Peço desculpa por ser 'curta e grossa' mas tinha de dizer a verdade,e fica assim aqui a minha história.

:::::::

Truth Be Told is somehow a new line without any periodicity where I will come talk to you about problems in my life that discussed in a sincere way, can help clarify many misinformed or even people that has the same problems.

I'll start with a theme that for some time has been part of my life, better, two subjects, and only recently I learned of them correctly. I'll be honest and say that this post has come mainly because I read some very nasty posts in at least two blogs where girls said the following 'I see girls with hair on their arms and hairs here and there. Wax yourselves and stop looking like monkeys. " Yes, indeed, there are actually people who only speak to don’t stay shut and they would do a much better figure if they were silent as best picture and because I have already heard too often that kind of comments directed at me and other people, here we go for a long talk.

As you know for the past 3 months I have been followed by a dermatologist after years of losing hair and until I realized I had to call for help. I went for the first consultation, with the amazing Dr. Fernando Ribas of Dermaribas (to whom lives in the Porto area I strongly advise the clinic though each query cost 80 €), who kindly listened to my problems and not only diagnosed me with alopecia, but also tried to tell me about a problem I no longer wanted to pay attention because I had dealt with it for to many years, and so I was diagnosed with a mild case of hirsutism.

Basically alopecia is a disease that reduces totally or partially the hair or body hairs, some times even the two, but in my case I was only loosing hair and this problems derived from hormonal problems. Although there are several variants of the alopecia mine is characterized by androgenetic alopecia, which affects mostly men but also women, and I also have some alopecia related problems due to emotional stress.
Hirsutism on its turn is the excessive growth of terminal hair (the darker and thicker ones) that in men is completely normal (beard and others) and when it comes to women it becomes a disease that comes from hormone problems, just like my case . 

Thus I began three months ago with a hormonal treatment. On the one hand I take the pill Diane 35, which many of you know, is essentially used to uncontrolled hormonal problems and often prescribed for acne treatments, and in the other hand I take a medication with spironolactone which basically is a potassium-sparing diuretic but also exerts influence on hormone levels (it is used in cases of transgender male to female).  

Some less 'intelligent' people must be laughing right now because they seem to not realize that these are in fact diseases and that was not me who decided to have these problems in my life. You have no idea of the countless humiliation I went through. Once, foolishly, I even shaved the hair on arms, I would shave everything and that made the situation even worse. The bleaching creams work little to nothing because it is indeed a disease, not only is excess hair because, well we feel like we want it. 
I wish to me to have hairless arms, and not have 'tabs' and hairs that makes me very uncomfortable, but I learned to deal with my complications and even when I cannot remove everything at least I try. I don’t even want to know about my partially hairy arms anymore, there are many women with the same problem. 

In the last three months with medication I have had very good improvements, the hairs are much weaker and no longer grow as fast. My hair is stronger and new hairs are ‘born’ almost every day. 
It was really the right decision in asking for help to a dermatologist, an impeccable and caring person who finally gave me a solution to two problems that affect me both mentally and emotionally. 

So for those people who only know to talk shit and that were blessed with a skin that does not have a single hair (or those who shave everything, suffer and cry and still have the nerve to say that is all natural ) here is something that is ought to know, we do not we choose what our body produces or not, there is not always a treatment and people like you put us an even more fragile emotional state, then it is normal that we do not have the courage to ask for help because we think everyone will laugh in our face. 

I apologize for being 'blunt' but I had to tell the truth, and so here is my story. .






Joana, 28 anos e natural da cidade do Porto. 
Sou uma fotógrafa de profissão, louca por viagens e sempre com demasiadas opiniões para dar. 
Este é o meu blog no qual escrevo desde 2009 e ele já mudou tanto quanto eu mudei ao longo destes últimos, quase, 10 anos.

INSTAGRAM