Beirut, chasing a dream



Tinha de ser assim, ele é o meu designer favorito à uma década e se a cada dia que passa encontro um novo designer que passo a adorar sei que haverá sempre aquele lugar especial para o querido Elie. Ele é o homem que percebe a mulher pelo seu corpo, que a põe num lugar de destaque como uma princesa de um conto de fadas. Esta colecção não é diferente, inspirado pelos jardins da cidade que o viu nascer, Beirut, e pela primeira princesa e rainha na vida de cada homem, a sua mãe.

Chifon, tule e organza, uma vez mais Elie Saab não fugiu aos tecidos que costumam marcar os seus desfiles. Os tons, esses também se mantiveram dentro da mesma paleta, entre os nudes e os pretos, com aparições de verde lima, cinza e azuis.

Os detalhes tridimensionais em pétalas,flores e plumas agraciados com remates de tule e lantejoulas, tão comum nas criações do designer. Borboletas, tulipas, jacarandá e mimosas rematam assim os vestidos desta colecção de alta costura que nos deixa a sonhar.













All images by Kim Weston for Vogue.it

4 comentários:







Joana, 28 anos e natural da cidade do Porto. 
Sou uma fotógrafa de profissão, louca por viagens e sempre com demasiadas opiniões para dar. 
Este é o meu blog no qual escrevo desde 2009 e ele já mudou tanto quanto eu mudei ao longo destes últimos, quase, 10 anos.

INSTAGRAM