Sem medo


Coxa boa, presuntinho, tocos...eu já ouvi de tudo relativamente a pernas gordinhas como as minhas, mas eu cá prefiro Thunder Thights, que é muito mais poderoso e empoderador. Se houve anos em que deixei de usar saias curtas porque raio do preconceito me tinha subido à cabeça, então hoje em dia pouco me importa quem olha ou quem não gosta porque cá eu gosto bastante e sinto-me bem.

Se nesse dia levei com bocas porcas e piropos nojentos? Levei, mas não fiquei calada, por norma não fico e sair à rua de mini-saia ou de calças dá sempre no mesmo resultado. Ou seja, o problema não sou eu, nem é nenhuma mulher que decida vestir o que lhe apetece, é mesmo as mentes porcas que por aí habitam e a sociedade que ainda acha piada a esta "cultura" do piropo e do "estavas a pedi-las se saíste assim à rua". Bem, corto já aqui a conversa porque isto dava pano para mangas e mais vale ficar para outra altura.

Neste dia decidi juntar a saia à melhor compra de saldos de 2017 - até agora - o top tartan da Zara que me custou a módica quantia de 5€. É giro que se farta, faz um vistaço, e mesmo que eu pareça grávida de 7 meses quando o vento o apanha à feição, eu gosto e sinto-me bem, portanto é para continuar a usar.




Top - Zara | Blazer - H&M+ | Saia - C&A
Sapatos - Primark | Mala - Parfois | Anel - Stone by Stone








Joana, 28 anos e natural da cidade do Porto. 
Sou uma fotógrafa de profissão, louca por viagens e sempre com demasiadas opiniões para dar. 
Este é o meu blog no qual escrevo desde 2009 e ele já mudou tanto quanto eu mudei ao longo destes últimos, quase, 10 anos.

INSTAGRAM