Claus Porto



Andava eu, uma vez mais, a passear pelo Porto quando me dou conta de mais uma nova loja a abrir na Rua das Flores. Diga-se de passagem que ainda hoje me espanta o quão diferente a Rua das Flores está do local que eu conhecia há 10 e 15 anos atrás, em que aquele local era uma rua escura, suja, a cheirar mal e com pessoas muito pouco recomendáveis. Era o tipo de sítio onde tínhamos de bater à porta das lojas para entrar e onde apenas se ia acompanhado, então ver a Rua das Flores levar uma volta de 180º e tornar-se numa das artérias com mais afluência no Porto é de facto, para mim, algo que ainda me causa um momento de "surpresa".

Neste caso dei de caras com a abertura da Claus Porto, uma abertura bem cheirosa, deliciosamente decorada e que mostra ao mundo uma das mais antigas tradições que existe no nosso distrito, o fabrico de sabonetes e derivados de higiene. 


A Claus começou em 1887 com dois senhores alemães, Claus e Schweder, e na altura fabricava sabonetes e perfumes sendo que rapidamente se tornou numa marca conceituada. Só em 1908, Achiles de Brito (Ach Brito) contabilista da Claus e Schweder, se tornou sócio da empresa e assim a Claus & Schweder e a Ach Brito começaram juntas a sua história, apesar que foi apenas em 1924 - após a nacionalização da Claus & Schweder em 1916 devido à Primeira Guerra Mundial - que a Ach Brito integrou em si a marca Claus & Schweder.

É em 1936 que aparece a famosa linha masculina Musgo Real - que ainda hoje o meu próprio pai usa - e em 1953 a Ach Brito passa a ter a sua própria litografia sendo que passa a assim a controlar o processo total da produção, dos sabonetes e perfumes ao design. Eventualmente a geração Brito mais recentes fizeram com que 1993 a marca entrasse no mercado de luxo internacional e em 2016 deram um rebranding à marca respeitando sempre a sua tradição. 

Assim sendo hoje em dia continuamos a ter a Claus e a Ach Brito, sendo que a Claus é mais conhecida como um artigo de luxo, altamente desejado especialmente pelo seu design, e a Ach Brito é a linha de sempre que pode ser encontrada em qualquer lugar - inclusive nas gavetas perfumadas das avós.









A nova Claus é o sonho de quem gosta de lojas bonitas, designs inspiradores e espaços com aromas que nos deixam de sorriso rasgado. A loja é dividia por três pisos sendo que apenas o primeiro e segundo, loja e museu respectivamente, se encontram abertos a tempo inteiro, tendo o 3º e último peso reservado a workshops e pequenas acções que a marca vai fazendo em datas marcas.

A suavidade das mármores, os tons quentes das madeiras, o ferro e o chão de azulejo lindíssimo são os remates perfeitos às embalagens altamente apetecíveis da marca. Dos sabonetes individuais, a packs, águas de colónia e outros produtos do género aqui encontra-se um pouco de tudo para todos os gostos e a melhor parte é que dão prendas lindas - e até souvenirs para quem gosta de levar lá para fora coisas diferentes.








Claus Porto - Rua das Flores 22






Joana, 28 anos e natural da cidade do Porto. 
Sou uma fotógrafa de profissão, louca por viagens e sempre com demasiadas opiniões para dar. 
Este é o meu blog no qual escrevo desde 2009 e ele já mudou tanto quanto eu mudei ao longo destes últimos, quase, 10 anos.

INSTAGRAM