Gelataria Portuense


Gelataria Portuense Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Eu bem que o Verão acabou na semana passada mas sejamos sinceros, os gelados comem-se o ano todo! Assim sendo e como eu sou amiga venho contar-vos sobre um local que se ainda não conhecem então é hora de o fazerem porque vale a pena. Com isto quero dizer que vocês vão lá, vão comer, vão querer repetir e depois não me vão poder culpar pelos quilinhos extra que ganharem...mas são quilos docinhos, valem a pena!

Na Rua do Bonjardim, no troço entre a Praça D.João I e Sá da Bandeira, encontra-se a Gelataria Portuense, uma casa com pouco mais de um ano de história mas com muitos, muitos anos de saber, aberta por Ana Ferreira que no dia em que lá estive - a convite do Porto Photo Fest e juntamente com a Taste Porto - nos guiou pela loja, preparou gelado à nossa frente e nos deu a provar alguns dos sabores que por lá existem.








A loja é pequena e talvez no Verão seja difícil albergar em si todos aqueles que procuram uma delícia gelada, longe do calor, mesmo assim é um espaço giro, com uma decoração simples mas actual, brincando com o prato, preto e splashes de cor aqui e acolá. 

Não existem 50 sabores mas os que existem são ou clássicos ou interpretações de combinações que são certeiras e dão gelados deliciosos, neste caso os sabores dividem-se entre o Clássico e a Colecção.

O que aqui têm na verdade é mais um gelato e não um normal gelado. O gelato é menos frio que o gelado, é muito mais cremoso, sem quaisquer tipos de cristais de gelo e neste caso é preparado com uma máquina muito especial - a Effe -  criada em 1927 por Otello Cattabriga que replica mecânicamente a arte de fazer gelato à mão. Otello era italiano e foi também em Itália que Ana aprendeu esta arte e a trouxe para Portugal.






Os gelados são feitos diariamente com produtos frescos e sazonais, sendo que alguns sabores só existem em épocas específicas do ano, como gelado de cereja do Fundão, maravilhoso e o único gelado de cereja que alguma vez gostei - ou melhor, adorei. 

Provar gelado acabado de fazer é uma experiência única, então quando é um gelado de Basílico (manjericão) e Ananás dos Açores, melhor ainda!

Houve ainda espaço para provar o gelado de Earl Grey (chá preto earl grey, caramelo salgado e nibs de cacau), Porto Tawny (vinho do Porto Tawny, puré de pêra e nozes caramelizadas) e Chocolate e Avelã (Massa de cacau Grand Caraque 100% e Avelã de Piemont IGP com pedaços).








Se tive algum favorito? Provavlmente algo entre o Earl Grey e o Basílico e Ananás, mas de facto todos os gelados surpreenderam por serem bons, com a quantidade de doce certa sem serem demais, super suaves e que dão muita vontade de saborear lentamente e voltar para provar cada um dos sabores clássicos ou novos sabores que vão sendo lançados ao longo do ano.

É para voltar e para provar quase tudo o que houver porque acho que encontrei o meu novo sítio preferido para ir comer um gelado pela Baixa do Porto.








Joana, 28 anos e natural da cidade do Porto. 
Sou uma fotógrafa de profissão, louca por viagens e sempre com demasiadas opiniões para dar. 
Este é o meu blog no qual escrevo desde 2009 e ele já mudou tanto quanto eu mudei ao longo destes últimos, quase, 10 anos.

INSTAGRAM