SLIDER

Olá, eu sou a Joana - a cara por detrás do The Paper and Ink. Vinte e muitos anos, natural e residente da belíssima cidade do Porto, sou uma fotógrafa e blogger que em 2009 criou este espaço em busca de uma maneira de dar a conhecer ao mundo a minha voz, as minhas ideias e paixões. O TPI é um lifestyle blog, ou seja, é um pouco de tudo o que marca a minha vida, me apaixona e que acredito ser importante partilhar.


Itália #8



O terceiro dia por Milão e quinto por Itália foi curtinho e sem grande coisa para contar. Decidimos tirar o dia para andar sem destino e percorrer ruas ao redor de onde estávamos, passear sem horas e basicamente voltar a ver lugares pelos quais já tínhamos passado.


Foi também o dia de ir buscar o carro que tínhamos alugado para o passeio até ao Lago di Como no dia seguinte, então na verdade o post de hoje é curto, sem muito para contar ou mostrar. Passeamos e conhecemos a zona de Chinatown, onde ficamos alojados, com centenas de pequenas lojas de chineses que vendem sobretudo a retalho o que para mim foi triste porque vi coisas imensamente giras. Foi também por aqui que encontramos restaurantes super em conta, com comida deliciosa mesmo que muito pouco italiana.

Voltamos ao Duomo, à Galeria Vittorio Emanuele, ao Parco Sempione e a todos esses locais pelas redondezas. Na verdade fiquei grata por ser um dia calmo uma vez que tanta caminhada me valeu umas bolhas muito chatas nos pés que me incomodavam e doíam imenso a andar e este dia foi possivelmente o pior, mesmo assim não quis ficar parada.


Infelizmente não tenho fotos de um dos locais mais giros que visitamos nessa noite, a famosa Cantine Isola que ficava bem perto da nossa zona e onde se compra vinho a copo ou garrafa e onde eles servem gratuitamente um monte de aperitivos em bocadinhos de pão, ao balcão ou passando por entre os clientes. É um sítio pequenino, com garrafas do chão ao tecto, imagens de outros tempos e bancos lindos que lembram rolhas de garrafa. O atendimento é super simpático e o aconselhamento no que toca a vinhos é feito por quem sabe, não tentando vender o que é mais caro mas aquilo que vai de encontro ao gosto do cliente.


Acho que não houve um único dia que eu não bebesse em Itália mas lá está, nestas viagens é aproveitar e viver ao máximo, com regras mas deixando-nos ir nos hábitos saudáveis de outras culturas, como o aperitivo antes do jantar.

No comments

Post a Comment

Cookies, Política de Privacidade e Segurança

© The Paper and Ink