Óleo Prodigioso



Aqui há alguns meses falei-vos das minhas experiências com este tipo de óleos multi-propósito, contando-vos que sempre fiquei fascinada em ouvir falar sobre eles mas que na realidade sempre fiquei naquela onda receosa de tocar em óleo, ficar com a pele oleosa, ou o cabelo, ou o que quer que fosse.

Foi então que eventualmente o mais famoso dos óleos secos, o Huile Prodigieuse* da Nuxe, me chegou às mãos - neste caso numa edição limitada com um frasco amoroso - e fiquei logo fascinada pelo cheirinho maravilhoso, sobre o qual já tinha ouvido falar, e apesar de ter experimentando a sua textura de óleo seco, acabei por o deixar encostado durante algum tempo até que o decidi agarrar e usar...no cabelo.


Como sabem tenho o cabelo bastante grande, de momento, sendo que já vai abaixo do meio das costas - eu sou mesmo de ou tudo ou nada - e como as pontas acabam sempre por ficar mais secas e com um aspecto mais seco comparativamente à minha raiz oleosa, decidi experimentar colocar umas duas ou três gotas na palma da mão, espalhar um pouco e aplicar no cabelo na zona das pontas - assim uns bons 20cm. 

Fiquei fascinada, o cabelo não ficou pesado, não ficou com aspecto oleoso e na verdade acabei com um cabelo que ficou brilhante e com uma aparência bem tratada por todo. Acabei por repetir a experiência uma e outra vez e acabou por ser sempre a minha opção predilecta sempre que seco o cabelo com secador ou uso placa de alisamento, assim garanto um acabamento realmente luxuoso no cabelo.

A nível de pele é também super agradável, mas honestamente uso menos vezes. A nível facial ainda não experimentei, sei bem que podia e devia uma vez que a minha pele está a começar a ficar mais seca do que aquilo que algumas vez esteve na vida.

Esta é a versão de 100ml que por norma ronda os 25-30€ em qualquer lugar onde o comprem, se bem que costumam existir boas promoções em certas lojas e farmácias. Há ainda uma versão de 50ml, umas pequeninas em cofret e ainda uma versão mais rica desta versão original do famoso Óleo Prodigioso.






Joana, 28 anos e natural da cidade do Porto. 
Sou uma fotógrafa de profissão, louca por viagens e sempre com demasiadas opiniões para dar. 
Este é o meu blog no qual escrevo desde 2009 e ele já mudou tanto quanto eu mudei ao longo destes últimos, quase, 10 anos.

INSTAGRAM