Aos Santos


Se bem que é o São João que eu celebro, este post sai hoje, no dia de São Pedro. Este ano mesmo que tenha passado a noite de São João a trabalhar, não deixei de viver nem por um segundo o espírito desta época. As ruas e ruelas do meu Porto, não só cheias de gente, mas com bandeirinhas, cantos coloridos e já com o cheiro a manjerico no ar.

Se há dez anos ninguém se aventurava nestas ruelas pelo bairro da Sé, agora os turistas correm aqueles cantos que antes eram escuros, sombrios. É bonito, sim, ver que tanta gente aprecia este meu Porto, mas ao mesmo tempo tenho medo que se perca a nossa identidade, aquilo que tornava estes cantos especiais. É quando ouço os pregões, as asneiradas típicas, os corações enormes com sotaque como meu, algo que me faz perceber que não, se tudo correr bem não vamos perder quem somos, como somos.

Entre casas coloridas, ruas estreitas, miradouros desconhecidos e com a felicidade estampada no rosto mesmo que se tenham de subir e descer ruas a pique, mesmo em dias de 25 graus de temperatura.



Blusa - c/o Rosegal | Jeans - Loja local | Cesta - Artesanato antigo | Sapatilhas - Converse | Anéis - Pandora











Sem comentários:







Joana, 28 anos e natural da cidade do Porto. 
Sou uma fotógrafa de profissão, louca por viagens e sempre com demasiadas opiniões para dar. 
Este é o meu blog no qual escrevo desde 2009 e ele já mudou tanto quanto eu mudei ao longo destes últimos, quase, 10 anos.

INSTAGRAM