Praia, mas com cuidado


Do nada as temperaturas passam dos 20 para os quase 40 graus, assim numa mudança drástica e abrupta que forçou a entrada num Verão há muito desejado mas mesmo assim inesperado. Aproveitei para começar a minha época balnear, que nos últimos anos se tem resumido a ir 4 ou 5 vezes à praia ao longo de todo o Verão e durante curtos períodos de tempo.


Por mais curto que seja o tempo que passo na praia, a verdade é que tenho imensos cuidados, não só porque tenho a pele naturalmente clara e com tendência a escaldões, mas também porque prevenir o envelhecimento precoce da papel e as lesões cutâneas que podem originar problemas mais graves é algo que levo muito a sério.

Depois disso há um monte de coisas mais que faço. Desde os cuidados com o que levo, para não me desaparecer nada, há hidratação, sempre fundamental. Deixo-vos algumas das minhas dicas, super comuns mas que nunca são demais relembrar.


Cedinho cedinho ou ao fim da tarde
Longe vão os dias onde passava o dia na praia com amigos, mesmo nas horas de maior calor. Agora prefiro chegar cedo - pelas 8h30 ou 9h - ou ir já ao final da tarde - depois das 16h30. Não só não apanho aquelas horas de calor horrível, como evito multidões, já que as pessoas continuam a teimar fazer praia entre as 10h30 e as 16h. Nada contra, mesmo sendo desaconselhado, mas gosto de praias calmas.


Protector SEMPRE
Na cara, no corpo, nos pés, até na linha capilar já que a minha é super exposta. Mesmo que seja de manhã e o tempo esteja encoberto protejo-me sempre, já faz parte da rotina e essa rotina nos dias de praia extende-se dos pés à cabeça. No meu caso uso um protector solar bruma seca na cara e na zona capilar, protector em creme no corpo e ainda um hidratante com protector solar. Na cara é sempre 50+, já no corpo vario entre o 50+ e o 30, dependendo da hora e tempo de exposição ao sol.


Exposição gradual
Eu costumo começar com 30 minutos no primeiro dia e ir aumentando a partir daí. Também não sou pessoa de estar ao sol durante muito tempo em modo "vira, revira", fico absolutamente aborrecida. Porém a razão é mesmo ajudar o meu corpo a habituar-se ao sol de novo, já que não costumo andar com o corpito todo descascado no resto do ano.


Água, água e água
Água acima de tudo, mesmo à frente de chás naturais, sumos e tudo mais. Para mim nada melhor que uma termos com água fresquinha para ir bebendo ao longo do tempo que estou na praia. Ajuda a hidratar, a combater o calor e faz bem, óbvio.



Cuidado com o que se leva
Tenho sempre um saquinho de pano com o que costumo levar para a praia. A tolha, os protectores, óculos de sol, sapatos de água - tenho os pés muito sensíveis e algumas praias a norte têm imensas pedrinhas e cascas de marisco partidas que vêm na maré - e uma nota para não me esquecer de levar água. Depois levo o básico dos básicos em termos de telemóvel, powerbank, dinheiro e documentos. Claro que não vou sem eles mas mantenho-os bem escondidos, especialmente se for para praias mais movimentadas. Para além disso escolho sempre um sítio que consiga ver ao longe caso vá tomar um banho de mar.







Joana, 28 anos e natural da cidade do Porto. 
Sou uma fotógrafa de profissão, louca por viagens e sempre com demasiadas opiniões para dar. 
Este é o meu blog no qual escrevo desde 2009 e ele já mudou tanto quanto eu mudei ao longo destes últimos, quase, 10 anos.

INSTAGRAM