SLIDER

Olá, eu sou a Joana - a cara por detrás do The Paper and Ink. Vinte e muitos anos, natural e residente da belíssima cidade do Porto, sou uma fotógrafa e blogger que em 2009 criou este espaço em busca de uma maneira de dar a conhecer ao mundo a minha voz, as minhas ideias e paixões. O TPI é um lifestyle blog, ou seja, é um pouco de tudo o que marca a minha vida, me apaixona e que acredito ser importante partilhar.


Bullet Journal: o início



Sou pessoa de agendas, uso e abuso delas e não começo um novo ano sem uma nova agenda a estrear. Outro facto interessante, ou nem por isso, é que acumulo cadernos atrás de cadernos porque acho imensa piada a coisas giras, a estacionário - stationary soa muito melhor, portanto desculpem lá se usar o equivalente inglês - e tudo aquele mundo de cadernos, canetas, washi tape e tanto mais.

Acho que também o facto da minha formação ser artística e desde há muito de me ter habituado a ter diários visuais, acaba por me fazer comprar ainda mais este tipo de materiais. Isso ou é apenas uma desculpa para gastar dinheiro em coisas giras e que honestamente não trazem nenhum mal ao mundo.

Mas bem, ao que importa. Os Bullet Journal, ou BuJo - diminutivo que tanto me faz rir - não são novidade, não apareceram no ano passado e na verdade são até bastante populares para quem gosta de stationary e de ter um modo de organizar as coisas que uma agenda não consegue oferecer - afinal é algo formatado para ser prático e sempre igual, com poucas variações. 

Eu vi amigos e amigas a entrar nesta onda, eu mesma queria e tentei fazer algumas coisas mas o meu perfeccionismo torna a coisa toda em mini-ataques de ansiedade porque ou aparecia uma gralha, ou um risco fora do sítio ou qualquer coisa que fosse. Demorei, resisti mas finalmente, a pouco mais de meio do ano, decidi começar um BuJo e respirar fundo sempre que as coisas correrem menos bem, afinal as imperfeições fazem parte da vida e essa é a beleza do sistema do Bullet Journal.

Li imenso antes de começar sequer, optei por comprar um caderno a menos de 10€ para esta primeira tentativa mas sabendo porém logo à partida que queria o sistema de pontilhado, já que o quadriculado comigo nunca tinha resultado - e o pautado e liso não são os melhores esquemas para BuJo - e lá encontrei um caderno da Mr.Wonderful a FNAC a cerca de 8€ e trouxe-o comigo para me aventurar.


Decidi logo à partida que o meu Bullet Journal ia ser uma coisa levada com calma, por enquanto a par com a minha agenda que dura até ao final deste ano e depois aí sim levar o BuJo como uma agenda diária, algo com o qual já não sei viver decentemente.

A beleza do BuJo é que não há uma medida one-size-fits-all, nada disso, o BuJo é construído como queremos, à medida das necessidades e sem haver imposições parvas. Pode ser incrivelmente simples e minimalista ou pode ser extremamente elaborado, criativo, colorido e cheio de coisas.

A verdade é que para começar tudo o que precisam é de um caderno e uma caneta, ou qualquer outro material de eleição. Inspirem-se no que vêem no Pinterest ou no Instagram mas não pensem automaticamente que vão precisar de comprar canetas coloridas, rolos de washi tape sem fim, aprender caligrafia bonita. O vosso BuJo é algo vosso que deve servir as vossas necessidades, quer elas sejam ao estilo agenda diária, quer seja uma maneira de traçarem a progressão de qualquer coisa - livros, séries, exercício físico, hábitos diários, finanças - ou quer seja tudo num só caderno, que vai sendo construído à medida da vossa necessidade naquele momento e sabendo que podem avançar e regredir no mesmo caderno sem qualquer tipo de vinculação estipulada.

Estou realmente excitada e contente com esta decisão, ainda para mais quando me começo a envolver na criação do meu Bullet Journal e ainda a procurar pessoas e comunidades inspiradoras. Gostavam de saber mais sobre o assunto ou já são adeptos da modalidade?

4 comments

  1. Olá Joana! Acho que vais gostar muito do Bujo, principalmente, sendo tu uma pessoa criativa �� Eu vou no meu segundo ano em que troquei a agenda pelo bullet journal e acho que me dá muito mais jeito! Consigo manter controlo de hábitos, filmes para ver, livros para ler e afins, juntamente com os compromissos do dia a dia. É ótimo ter tudo num só caderno, onde podemos dar asas à nossa criatividade e justificar todo o dinheiro gasto em stationary ��
    Se quiseres, podes procurar no facebook por Bullet Journal Portugal que te vai aparecer um grupo onde costumam partilhar os próprios bujos, inspirações, dicas entres outros ��
    Beijinhos!

    ReplyDelete
  2. Também sou louca por cadernos e materiais desse género. Sempre que vejo um caderno com uma capa bonita, tenho logo de o comprar, para além de que gosto de escrever os meus textos e histórias com papel e caneta, e acabei por ir acumulando até ter uma gaveta quase cheia deles, todos ainda por usar.
    Já ouvi falar desta modalidade, graças ao Pinterest, e sempre tive muita curiosidade em saber mais, mas tenho um pouco de receio de experimentar, porque também sou um pouco perfeccionista, para além de ter uma letra um pouco feia e atabalhoada. Por isso, fico á espera de mais posts teus a falar sobre o assunto e talvez me decida a fazer um para mim também ^^
    Beijinhos.
    Ana Margarida/Daisy*.
    O meu blog: https://daisys16.blogspot.com.

    ReplyDelete
  3. Aff eu só queria conseguir comprometer-me :) eu sou daquelas que adora essas coisas mas ao fim de dois meses já deixou de usar - é assim com as agendas, o meu BuJo deve ter sido usado durante uns 6 ou 7 meses e desde então ficou só o "tenho que voltar a pegar naquilo" - a beleza da coisa também é que, só porque não o temos usado, não precisamos de o deitar fora por ser inútil :)

    Jiji

    ReplyDelete
  4. As agendas tradicionais, para mim, nunca resultaram lá muito bem. Ainda tentei dar-lhes algum uso, mas tudo mudou quando fui introduzida ao conceito de BuJo! Passei a gostar muito mais de apontar os meus compromissos, criar listas infinitas, fazer reflexões da vida em geral! Apesar de ser de Artes, não sou muito de desenhar pelo Bullet fora, mas é algo que quero mesmo a começar a fazer!
    Se estiveres interessada, podes ler mais acerca da minha experiência! Talvez ajude em algo, eheheh! ^-^

    ACERCA DO BULLET: O MEU BULLET JOURNAL | E O QUE ACONTECE APÓS 1 ANO DE BULLET JOURNAL

    Beijinhos e boa sorte para essa nova descoberta! ♥
    LYNE, IMPERIUM

    ReplyDelete

Cookies, Política de Privacidade e Segurança

© The Paper and Ink